Descubra por que investir em imóveis para alugar é um bom negócio

Descubra por que investir em imóveis para alugar é um bom negócio

Quando se trata de investimentos, os imóveis estão no topo da lista entre as preferências dos brasileiros. Em geral, não há muita hesitação no momento de destinar capital para a compra. As dúvidas costumam surgir depois da aquisição: o que fazer com o imóvel para alcançar alto rendimento. Pela movimentação do mercado, fica evidente que investir em imóveis para alugar é um bom negócio.

Antes de falar mais sobre esse ponto em específico, vamos esclarecer o que caracteriza a aquisição de um imóvel para investimento. Em um primeiro lugar, precisa ficar claro que a intenção principal da compra é tornar a propriedade rentável – ou seja, gerar uma receita maior do que as despesas.

Essa é a principal diferença em relação às aquisições com o objetivo de moradia. Ao investir em imóveis para alugar, por exemplo, você não o utilizará como residência, embora possa usufruir da sua estrutura em alguns tipos de negócios, como o aluguel por temporada.

Acompanhe este artigo até o final para conhecer os modelos de aluguel praticados no mercado imobiliário e como você pode se diferenciar no aluguel por temporada.

Afinal, investir em imóveis para alugar é um bom negócio?

De forma bastante direta: sim, investir em imóveis para alugar é um bom negócio! Mas os resultados dependem diretamente de como o processo é conduzido – desde a aquisição do imóvel até a operacionalização do aluguel no formato escolhido.

Com um trabalho bem feito, não há motivos para preocupação. Algumas características do contexto brasileiro fazem com o que o aluguel seja uma fonte quase certa de renda. Uma delas é a estabilidade do mercado imobiliário – enquanto outros segmentos são afetados pelas sucessões de crises que o país enfrenta, esse setor em particular não sofre oscilações significativas.

Outro aspecto importante é que os imóveis estão protegidos da perda no poder de compra, diferente de outros bens. Isso se deve ao INCC (Índice Nacional da Construção Civil), que atualiza de forma automática os valores cobrados em transações do mercado imobiliário com base nos índices inflacionários do país.

Na prática, o principal motivo que faz do aluguel um negócio rentável é a demanda frequente. Há uma grande parcela da população que aluga imóveis para morar ou se hospedar durante viagens. Propriedades que atendem aos requisitos mais valorizados dificilmente ficam desocupadas por muito tempo.

Tipos de aluguéis praticados no mercado

Conhecer o mercado de aluguel é essencial para investidores do mercado imobiliário, principalmente quem já está de olho nessa modalidade de rentabilização. São praticadas duas formas de transação: aluguel fixo e aluguel de temporada. Veja a seguir o que define cada uma e avalie qual faz mais sentido na sua realidade.

Aluguel fixo

No aluguel fixo, o proprietário do imóvel busca pessoas interessadas em contratos de longa duração. Geralmente, os locadores permanecem no imóvel por, pelo menos, um ano. Ao longo desse tempo, pagam um valor mensal ao proprietário ou à imobiliária que intermediou o processo.

Apesar de ter uma garantia de quanto vai receber mensalmente, o proprietário está sujeito ao baixo rendimento, porque precisa se adequar ao aluguel médio cobrado na região para imóveis do mesmo padrão.

Também existe o risco de inadimplência, quando o locador não paga o valor combinado, e de vacância, períodos em que o imóvel fica desocupado. Nesse último caso, é preciso arcar com as despesas fixas da propriedade até o início de um novo contrato de locação.

Aluguel por temporada

A ascensão do aluguel por temporada foi um movimento muito positivo para quem investe no mercado imobiliário. No Brasil, o setor já movimenta mais de U$1,2 bilhão por ano, de acordo com dados do site VRBO.

Diferente do aluguel fixo, os imóveis são disponibilizados para locação por períodos flexíveis, que o hóspede define conforme a sua necessidade. As estadias podem durar só alguns dias ou semanas. O trâmite também é menos burocrático e acontece, na maioria das vezes, on-line – em plataformas especializadas, como Airbnb e Booking, ou sites próprios.

Cada vez mais pessoas estão cogitando a possibilidade do aluguel por temporada, seja em viagens a lazer ou para hospedagens mais longas enquanto trabalham remotamente. Uma pesquisa realizada pela OLX em dezembro de 2020 identificou que 80% das pessoas interessadas em alugar um imóvel por temporada farão isso pela primeira vez.

A pandemia de Covid-19 atraiu atenção para as comodidades do aluguel por temporada. Imóveis completos, que oferecem todo o conforto de uma residência. Segundo o levantamento da OLX, 30% consideram a localização o fator mais importante para fechar negócio, enquanto 28% apontam preço e fotos do imóvel.

Para os proprietários, há motivos de sobra para apostar no aluguel por temporada. No caso de imóveis recém-adquiridos, estima-se retorno completo do investimento em até quatro anos. E, para quem financia, a renda das hospedagens pode ser suficiente para pagar as parcelas.

A variação na demanda pode ser considerada no preço da diária, reduzindo o impacto da vacância. E o proprietário ainda tem a oportunidade de bloquear datas para aproveitar a estrutura do imóvel, caso tenha interesse.

Investir em um imóvel para aluguel por temporada: como começar

Antes de ir atrás de um imóvel para investir em aluguel por temporada, decida qual experiência você deseja proporcionar aos hóspedes. A partir disso, e considerando o seu orçamento, procure uma casa ou apartamento que atenda a esse propósito.

Lembre-se de que localização deve ser prioridade. Escolha uma região com atrativos naturais ou culturais, e com boa estrutura de serviços e transporte. Esses fatores farão diferença na avaliação dos hóspedes.

Ofereça a melhor infraestrutura que puder – mobília confortável, eletrodomésticos e utensílios de qualidade e rápida conexão à internet. Esse investimento inicial se refletirá no retorno que você alcançará.

Mesmo que você não tenha tempo para manter o imóvel em ordem para receber os hóspedes, ainda é possível aproveitar o enorme potencial do aluguel por temporada. Conheça a gestão de imóveis da Seazone e rentabilize o seu imóvel com tranquilidade!