Self check in automático: Por que você deve implantar no seu aluguel de temporada?

Self check in automático: Por que você deve implantar no seu aluguel de temporada?

O self check in é uma opção que está se tornando cada vez mais popular no mercado, e, por isso, pode ser o momento perfeito para você conhecer melhor essa tecnologia.

Diversos segmentos de hospedagem já estão adotando esse novo modelo de entrada, e, agora, anfitriões de imóveis de aluguel de temporada também passaram a implantá-lo em suas acomodações.

Isso porque essa alternativa traz diversas vantagens, tanto para o proprietário quanto para o hóspede, e pode otimizar ainda mais o seu negócio.

No entanto, para aproveitar todos os benefícios do self check in, é fundamental conhecer melhor o que ele oferece e quais são suas opções. 

Por isso, confira o guia especial que preparamos com tudo que você precisa saber para modernizar seu imóvel de aluguel!

O que é Self Check In?

Check in é popularmente traduzido como registro de entrada, enquanto self é uma expressão em inglês para “próprio, individual”. Ou seja, o self check in nada mais é do que o registro de entrada feito pelos próprios hóspedes.

Com ele, não é necessário entrar em contato com o anfitrião, ou passar pela recepção.

Além das facilidades que essa opção proporciona, o self check in também está modificando as formas de registro tradicionais.

Por exemplo, ele permite uma maior flexibilidade nos horários de entrada e saída, por conta da liberdade do hóspede e da modernidade que o sistema apresenta.

Ainda, o recurso também é um diferencial aceito pelas plataformas de anúncios de imóveis. É possível incluir essa opção no Airbnb, por exemplo, destacando sua acomodação.

Qual a importância do self check in no aluguel de temporada?

O self check in no aluguel de temporada representa uma nova modernização desse segmento, além de proporcionar mais praticidade para os hóspedes.

Com o registro de entrada individual, seus clientes poderão ter uma maior liberdade em seus horários, o que aumenta sua satisfação.

Ainda, os sistemas de self check in são seguros e modernos, diminuindo as chances de problemas ao longo da locação.

Embora esse modelo demande um investimento maior, trata-se de uma alternativa duradoura, que, além de modernizar seu negócio, também diminui o número de etapas no seu processo de registro.

Ou seja, isso permite uma otimização na rotina e a possibilidade de aumentar seus rendimentos.

Self check in e a pandemia

A pandemia de coronavírus que devastou o mundo em 2020 obrigou uma série de medidas de distanciamento e isolamento social para diminuir o risco de contágio.

Dessa forma, o self check in se tornou uma alternativa efetiva para contornar essa situação e proporcionar locações seguras para todos os envolvidos.

Afinal, o hóspede pode realizar seu registro pessoalmente, sem necessidade de contato com o anfitrião.

Assim, diminui-se a interação com outras pessoas, seguindo os protocolos de segurança da Organização Mundial da Saúde (OMS) de uma maneira eficiente e prática.

Com essa opção, o mercado de imóveis de aluguel de temporada também pôde contornar os prejuízos da pandemia, e operar de forma protegida.

Tipos de self check in

Um dos diferenciais do self check in é que ele dispõe de diversas opções diferentes. Assim, você poderá escolher a que melhor combina com seu imóvel.

Conheça alguns dos principais tipos desse modelo de registro:

Lockbox

Uma lockbox é uma espécie de “cofre” seguro, onde o anfitrião pode deixar a chave do quarto ou da acomodação.

O acesso pode ser diretamente na porta, ou em algum lugar próximo ao imóvel, para que o hóspede resgate e faça seu registro.

Para abrir a lockbox, o anfitrião pode informar a senha no momento da reserva ou após a confirmação da hospedagem, por exemplo.

Fechadura eletrônica

As fechaduras eletrônicas são o modelo de self check mais popular atualmente, consistindo em um sistema acoplado diretamente na porta da acomodação.

Dessa forma, o hóspede insere a senha na fechadura e tem acesso ao quarto, sem necessidade de chave.

Além disso, o anfitrião pode cadastrar diferentes senhas para cada locação, o que também ajuda na administração das reservas.

Cartões na portaria

Essa opção conta com um funcionário ou equipe terceirizada, que dispensa a presença do proprietário.

Nesse caso, o hóspede retira seu cartão ou chave na portaria, sem precisar passar pela recepção ou por outras burocracias.

Essa alternativa também é segura, por contar com uma equipe especializada que cuidará dos cartões.

Smart locks

Os smart locks são como fechaduras eletrônicas, mas atuam de maneira ainda mais moderna.

Geralmente, estão associados a um aplicativo ou programa específico, que libera o registro de forma integrada ao sistema.

Além de permitir que os hóspedes acessem o imóvel de maneira prática e rápida, com seu próprio celular, também facilita o monitoramento do proprietário.

4 motivos para implantar o self check in no aluguel do seu imóvel

Agora, se você ainda tem dúvidas sobre implantar o self check in no seu imóvel, confira 4 motivos para adotar essa tecnologia e os benefícios que ela proporciona:

1. Sem contato físico

Uma das maiores vantagens é o check in dos hóspedes sem nenhum contato físico, o que aumenta a segurança e a praticidade.

Além disso, também é a melhor alternativa após a pandemia, para garantir a proteção de todos.

2. Uso da tecnologia a favor do locatário e do locador

O locatário poderá fazer um acompanhamento mais completo das reservas e do check-in de cada hóspede, por conta dos sistemas integrados.

Enquanto isso, os hóspedes poderão aproveitar a tecnologia a seu favor, sem a necessidade de burocracias de entrada, tendo mais liberdade e autonomia.

3. Gestão facilitada

O self check in permite que o anfitrião tenha uma gestão facilitada das reservas, uma vez que poderão otimizar os seus processos.

Por exemplo, os modelos de entrada individual registram cada hóspede automaticamente, diminuindo o tempo e tornando o serviço mais ágil.

4. Conforto para o hóspede

Por fim, investir no self check in poderá proporcionar mais conforto para seus hóspedes.

Eles não precisarão esperar na recepção para dar entrada no imóvel, além de diminuir as chances de perder suas chaves, por exemplo, uma vez que as fechaduras são automatizadas.

Isso aumenta a satisfação e melhora a experiência dos seus clientes.

Quando vale a pena implementar o self check in?

Embora o self check in demande um investimento maior, ele pode trazer diversos benefícios para o seu negócio.

Além de maior praticidade para os hóspedes, também irá modernizar o seu imóvel de aluguel de temporada, e otimizar suas rotinas.

Assim, você poderá ter uma gestão mais facilitada, com um sistema ágil de entrada e saída, automatizando seus registros de forma prática e simples.

Com esse recurso, seus clientes também terão uma experiência mais completa, com opções descomplicadas de entrada e maior autonomia.

Sendo assim, se você deseja tornar o seu imóvel único e moderno, e aproveitar as inúmeras vantagens que um sistema automatizado proporciona, certamente vale a pena investir neste modelo de hospedagem.